Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Município indenizará por enterrar desconhecido em jazigo familiar

Danos morais fixados em R$ 18 mil.   A 11ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a condenação do município de Álvares Machado em indenizar, por danos morais, dono de jazigo de família em que foi enterrada uma pessoa desconhecida. A reparação foi fixada em R$ 18 mil. De acordo com os autos, o autor da ação comprou um jazigo, em caráter perpétuo, no cemitério municipal da cidade para o sepultamento de sua mãe, irmã e de seu sobrinho. Ao comparecer ao local, constatou que a municipalidade havia sepultado no local, sem o seu consentimento, uma terceira pessoa.  Para o relator do recurso, desembargador Aroldo Viotti, os fatos alegados foram comprovados tanto pela documentação quanto pelas alegações da municipalidade. “Inegável que o município agiu ilicitamente, e intuitivo tenha o autor sofrido abalo emocional, notadamente pelo fato de ter sido efetuado o sepultamento de terceiro no jazigo onde se encontram (ou se encontravam) os restos mortais de sua genitora. Não é de subestimar a dor moral resultante do desrespeito à memória dos entes queridos do autor e da verdadeira ofensa à sua honra decorrente do desaparecimento e da clandestina exumação dos restos mortais de seus parentes”, escreveu.  O julgamento teve a participação dos desembargadores Ricardo Dip e Jarbas Gomes.    Apelação nº 1015562-80.2019.8.26.0482   imprensatj@tjsp.jus.br     Siga o TJSP nas redes sociais: www.facebook.com/tjspoficial www.twitter.com/tjspoficial www.youtube.com/tjspoficial www.flickr.com/tjsp_oficial www.instagram.com/tjspoficial  
28/07/2020 (00:00)
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia